quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Amor Adormecido





Não me deixes no silêncio deste caminho em que me perco... 
Há uma solidão que chora uma ausência, há um perfume inebriante que ainda quer percorrer o meu corpo e as minhas mãos não se cansam de te procurar no leito abandonado onde as nossas palavras eram poemas e o brilho das metáforas nos abriam campos floridos de sonhos e sorrisos.

Não me deixes, amor... há ainda primaveras que querem acordar um amor que só agora adormeceu.

Princesa do Mar

1 comentário:

A.S. disse...

Na tua boca o verso se agita
o silêncio grita!
No calor da língua
o desejo libertino se contorce
rodopia em voos sem destino
até se despedaçar em teus lábios nus,
libertando todos os desejos,
acordando todas as primaveras!...

Beijosss, AL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...