quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Livro da tua Alma



E o tempo passa… e eu queria retroceder, queria encontrar-te de novo no horizonte mágico dos meus olhos encobertos agora de neblina. Queria dizer-te as palavras caladas que guardo dentro de mim… os sonhos chorados na penumbra das minhas noites infindas sem ti.

Sonho-te tanto, meu amado… sonho com o teu abraço delicado e meigo a aconchegar a minha saudade. Sonho com o murmúrio doce do teu coração a segredar-me a ternura do teu amor, as tuas mãos desassossegadas a desalinhar os meus cabelos perfumados de ti. Sonho-te, mas a tua ausência invade as minhas madrugadas, encobre as estrelas fulgentes dos teus versos que cintilavam sorridentes no meu céu. Agora, o vazio preenche o meu corpo, o meu coração… a minha poesia despojada de vida, sem ti.

Queria agarrar o livro da tua alma, queria folhear as páginas dos teus devaneios e das tuas lágrimas, beber cada palavra tua, sentir cada letra desenhada com a beleza do teu Ser. Queria desvendar-te, percorrer os teus caminhos, viajar na tua mente, voar nas tuas asas em segredo.

Será que ainda me sentes no beijo das manhãs quando abres a janela dos teus dias?

Princesa do Mar

1 comentário:

Druida da Noite disse...

As letras voltaram a encantar-te, que lindo. beijo.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...