quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Veredas de Solidão


Caminho por entre veredas de solidão, as estrelas são faróis que guiam os meus passos, o silêncio é a melodia que me impulsiona nesta caminhada de sonhos.

Viajo por tantos lugares, tantos versos e estrofes…tantos poemas e já não encontro o sussurro do teu nome.
Estou cansada deste vazio que me prende, desta indolência que me corrompe os sentidos e me afoga em labaredas de sombras. Pudesse eu escancarar a janela do meu sentir, debruçar o meu corpo na suavidade de um beijo e sorrir nos teus lábios.
Não entendo esta espera, esta ausência longa de ti, estes trilhos infinitos sem o teu murmúrio, sem o perfume das tuas brisas que desalinhavam os meus cabelos e enchiam de sol o meu ser...

Vivo de saudade, um sonho desenhado por letras de ilusão na esperança dos teus olhos mergulhados no oceano dos meus sentidos.

Princesa do Mar

1 comentário:

A.S. disse...

É sempre uma delicia ler-te Princesa!...

Beijos,
AL

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...