quarta-feira, 18 de junho de 2014

Vem...







 Vem...

Esperar-te-ei na estrofe mais bela,
sonharei com o verso mais doce que beijaste
e entregaste às brisas meigas do silêncio…
Senti-lo-ei como estrela resplandecente
no sorriso discreto de uma noite clara,
enlaçada nos teus (a)braços murmurantes.
Do poema brotarão aromas de sonhos,
desenhados na canção do horizonte…
Almas unidas, felizes, em suave ternura,
doce enlevo dos céus, em sonante doçura.


Princesa do Mar

4 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

a cumplicidade e a partilha do amor...

:)

A.S. disse...

Enquanto ansiosamente
abres a porta,
restam-me ainda alguns segundos
para descobrir
como permanecer na curva
dos teus lábios...


Beijos,
AL

Princesa do Mar disse...

Obrigada, Piedade e Albino! A vossa presença é a luz que entra na janela dos meus olhos e me faz sorrir...

Beijinhos poéticos :-)

Jose Lopes disse...

Teus versos verdadeiramente reúnem imagens, sons, perfumes, cores e um pulsar infinito de boas emoções, como um bouquet de onde queremos colher cada palavra.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...