sexta-feira, 20 de junho de 2014

Sinto-te...


...no murmúrio das ondas como um cântico amoroso da noite respirando o delírio do sonho. Invento-te nas letras que se soltam dos meus dedos de névoa, acalento lembranças por viver, resguardo-te nas profundezas do poema que eu escrevo quando te penso e te vejo no silêncio de mim…
 
Deslumbras-me quando chegas perfumado de brisas estelares e entornas o sorriso da lua nos meus olhos de mar translúcido e sereno… Embrenhas-te no limiar do desejo percorrendo caminhos de ternura escondidos nos limites do meu ser…

És luz, fulgor da noite, aura do instante, enigma das madrugadas solitárias que me traz o alvor primaveril na penumbra dos sentidos…
 
Sabes, amor… quando entrelaças os teus pensamentos nas ondulações da minha alma, ficas assim [e]terno dentro de mim, como um Sol imponente de todas as galáxias, resplendor etéreo, mágico, que perfuma as auroras que me ofereces em cada suspiro teu... em cada beijo macio que acolho na aragem mansa que me embala por dentro.

Princesa do Mar

2 comentários:

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Suave como as ondas...

Lindo.

beijo amigo

rosa-branca disse...

Entrei, bebi, saboreei e saí saciada. Palavras doces com sabor a mar num agridoce sem par. Amei demais. Beijos com carinho

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...