terça-feira, 30 de julho de 2013

Perdi-me...



Perdi-me quando desvendava a estrada do sol, aquele atalho das estrelas que me acordava dum sono profundo… ténue caricia de um sonho nos meus olhos alojado, frescura de uma memória nos meus sentidos derramada. Sei dos silêncios que me abraçam  num vazio desassossegado, grito calado que me aprisiona os passos. Os dias obscureceram o meu pensamento, sombra de um momento que afinal não aconteceu. Permaneço vazia, perdida num labirinto de ilusões. Ainda assim, a minha alma persiste neste sonho de te chamar na surdina destas horas atormentadas. Há uma brisa que me enternece, há um poema que me veste o desejo e me pede para ainda esperar por ti.


Princesa do Mar

Sem comentários:

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...