terça-feira, 26 de março de 2013

Canção da minha alma



Chegou a primavera, as flores sorriem nos meus cabelos… trouxe-as a brisa do teu suspirar. Melodias da tua alma que absorvo no segredo do coração e me acordam a memória do teu nome. O perfume da tua "presença" tem incenso de estrelas, brilhos de outras eras que me invadem a essência e clareiam as noites de solidão. Sinto-te em mim, carícias de silêncio em enlevos de sedução! Afago-te no meu colo, beijo-te…. a saudade cresce, materializa-se em palavras, laços de ternura num poema que quer nascer.

As tuas letras são indeléveis, têm asas… poisam no papel branco da ausência, preenchem o silêncio da minha voz e abraçam o meu sonho. És inspiração dos meus dias, és um anjo que me escuta e bebe as minhas lágrimas, és a canção que encanta a solidão das minhas horas. Mas não fiques aí, vem… espero-te… as tuas rimas perfeitas só acontecerão quando  encontrarem as minhas!

Princesa do Mar

1 comentário:

Dilmar Gomes disse...

Menina, após ler teu belo poema, fiquei pensando na diversidade climática, no contraste das estações, pois enquanto é primavera na Europa, aqui no Brasil, estamos no outono...
Um abraço. Tenhas uma boa tarde, acho que noite, pois, existe o fuso horário.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...