quinta-feira, 6 de maio de 2010

Espero-te




Permaneço sentada nas ondas… observo o horizonte na esperança de te ver chegar… a tua ausência é presença em mim, uma brisa que desenha arco-íris nos meus olhos…
Mergulho nas ondulações da memória, vou na melodia que me chama, no poema que escreveste nas páginas do meu mar. Abraço a lembrança, o carinho dos teus sussurros perfumados de eternidade.
Espero-te na minha casa, no reino dos mares silenciosos, tesouro interior… meu e teu. Portal dos Sonhos, remanso das águas apaixonadas, leito de (a)mar, onde as carícias sabem a estrelas e os beijos a auroras de prazer.
Espero-te em silêncio, quero ouvir o teu suspirar, o murmúrio doce da tua alma de menino. Enlaço o desejo, como se fosses brisa que me percorre o corpo molhado, pedaço de um sonho encantado que me enfeitiça e me prende a ti.

Princesa do (M)ar

7 comentários:

J.B Ribeiro disse...

esperar é anseio de saudade, são aqueles devaneios que tiram os pés do chão e só passam com a presença (dele).

Belas as tuas palavras. Gostei muito.

Sonhadora disse...

Minha querida
Lindo texto, poesia pura, adorei.

Beijinhos

Sonhadora

FlorAlpina disse...

Gostei muito deste espaço, Parabéns!

Bjs dos Alpes

a magia da noite disse...

o tempo certo levará, o caminho guiará e a alma (tua) o receberá.

Anne Lieri disse...

Que bela sua prosa de amor!Lindo demais como escreves!Adorei!Bjs,

Multiolhares disse...

até pode demorar mas essa brisa de amor vai chegar ao destino
beijinhos

Luz disse...

Esta espera, esta saudade, este sentir o outro em "nós", um dia vai ter o seu tempo, a sua chegada vai trazer esse amor pelo qual se espera e anseia. Virá como uma brisa suave, mas forte e intensa.

Abraço de Luz

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...